Irmãs / Sisters

Algumas das Sisters que deram origem à Fundação.
Da esquerda para a direita: Sisters Aedris, Alicia, Theresa e Agnes.
Em 1823, a comunidade foi informada que o Convento iria ser encerrado e que os três conventos dominicanos do Bom Sucesso, de Rei Salvador e de S. João Baptista de Setúbal se iriam fundir. De imediato, as Sisters acionaram todos os meios para evitar o encerramento do Convento, enviando vários pedidos ao rei, em que se propunham dedicar-se à educação, com o intuito de manter o Convento.

No dia 23 de maio de 1823 as Sisters foram obrigadas a sair do Convento e juntar-se às Irmãs do Rei Salvador. Os oficiais obrigaram-nas a fazer um juramento em como só levavam consigo os seus bens pessoais e, enquanto a comunidade se preparava para partir, estes oficiais pilharam tudo o que era de valor (mobiliário, imagens, quadros ...), As Sisters assistiram, impotentes, a esta intromissão, mas recusaram-se a partir sem levarem a imagem de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Perante tal firmeza, os oficiais acabaram por ceder.

Volvido um mês, as Sisters foram autorizadas a regressar ao Convento e foi-lhes restituída parte dos seus bens. Em homenagem ao seu retorno, que se deu a 25 de junho, a comunidade obteve permissão para celebrar todos os anos, neste dia, a Festa de Nossa Senhora do Bom Sucesso.