História do Colégio   

    O Colégio do Bom Sucesso pertence à Congregação das Religiosas Dominicanas  Irlandesas e rege-se pelos princípios e valores da Ordem Dominicana, nos quais assentam os princípios educativos da sua acção.

    Na origem do Colégio está o Convento do Bom Sucesso com uma história muito rica e antiga, tendo sido fundado na primeira metade do século XVII, no reinado de D. Filipe III (IV de Espanha).

    Tudo começou com a chegada do padre irlandês Daniel O’Daly (Dominic of the Rosary) por volta do ano de 1630. A sua missão era fundar uma comunidade religiosa que pudesse receber os filhos dos nobres cristãos do seu país, perseguidos naquela altura pelos protestantes ingleses.

    O’Daly fundou , para os rapazes, a Comunidade do Corpo Santo e empenhou-se no sentido de criar um Convento para raparigas. Soube então da vontade da Condessa D. Iria de Brito, senhora viúva e sem descendentes, em doar a sua quinta de Belém para uma ordem religiosa.

    Tornava-se necessário pedir autorização ao rei, o qual impôs uma condição: O’Daly teria de recrutar na Irlanda soldados para combater na guerra que a Espanha travava com a Holanda. Cumprido o acordo, Filipe IV concede finalmente a autorização necessária em 1639.

    A 12 de Novembro de 1639, o Convento abre as suas portas às primeiras religiosas, tornando-se o primeiro convento feminino de dominicanas irlandesas no mundo inteiro. Foi dia de grande festa, tendo assistido à missa a Duquesa de Mântua (representante do rei em Portugal), nobreza da corte, membros da ordem dominicana e muito povo.

    Passados cinco anos, foi colocada a primeira pedra para a construção da nova capela. Em 1670 esta jóia da arquitectura estava terminada. No seu interior destacam–se algumas peças de arte, como o magnífico retábulo de mármore e um sumptuoso sacrário de prata, feito por Evano, decorado com pinturas de Bento Coelho. Este famoso pintor da época retratou algumas das cenas bíblicas do “Cântico dos Cânticos”. Muito recentemente, realizaram-se diversas obras de restauro.

     Ao longo dos anos esta ordem passou por grandes dificuldades, chegando a ser expulsa do convento por algumas semanas, no princípio do século XIX, sob um regime anticlerical do governo de então. A pedido do próprio Rei, conseguiram regressar com intenção de educar alunas internas. Abriram uma escola, ajudadas por “Sisters” do Convento de Cabra, em Dublin ( www.dominicansisters.com ), que se desenvolveu rapidamente. Uma das primeiras alunas foi Miss Mariana Russel Kennedy e muitas outras se lhe seguiram.

    Depois de 1910, o Bom Sucesso era o único colégio interno Católico em Portugal. Passou a colégio externo a partir de 1955 e ainda hoje recebe cerca de 700 alunos todos os dias, com idades compreendidas entre os 3 e os 15 anos.

   Através da consulta do livro escrito pela Irmã McCabe " Uma Luz Contínua", publicado em 2007, foi possível  alinhar alguns Momentos Históricos do Convento do Bom Sucesso, muitos deles paralelos à História de Portugal, muito interessantes e curiosos, que poderá ver AQUI

     Muitas outras histórias e tradições estão ligadas ao "Bom Sucesso".